• Isabelle Rafalski

Uma mensagem natalina

Ao olhar para os números 24/12/2018 no calendário da tela do computador, confesso que sinto um frio na barriga. Dentro de mim, há uma mistura de alegria, empolgação, gratidão, mas também de dor. Sim, todos juntos. Esse ano, especificamente, os preparativos para o Natal foram radicalmente diferentes do que todos os outros que já vivi.


No dia 31 de Outubro de 2018, lancei um blog, canal de youtube e respectivas redes sociais, intitulados "A Louca do Natal", tirando do papel um sonho que estava guardadinho aqui dentro de mim há três anos. Foi muita alegria.


Dezessete dias depois, o primeiro vídeo de Do It Yourself do canal, o Pendente Natalino, atingiu quinhentas visualizações no youtube. Foi muita empolgação.


Ao longo das semanas, horas e horas de trabalho me deixavam exausta, mas aí eu olhava para o lado e via que, ao mesmo tempo, meu irmão estava no computador editando o próximo vídeo, meu pai estava posicionando o tripé e a câmera para continuarmos as gravações do dia, minha mãe adiantava o almoço para renovar nossas energias e o Thor acompanhava toda essa movimentação deitado por cima do fio de pisca pisca. Foi muita gratidão.


Mas, por ser uma data tão especial para mim, senti bater um peso no peito todas as vezes que vinha à minha mente os nomes daqueles que não estão mais aqui. Uns porque agora descansam no eterno e outros porque escolheram ir embora. É aí que vem a dor.


Entretanto, ao pensar nesse misto de sentimentos, percebo que, por mais voltas que a vida dê, todas as curvas, retas e interseções nos conduzem a exatamente uma mesma coisa: Jesus. Este, que a cerca de 2018 anos atrás abriu mão da sua glória para vir ao mundo e conhecer, como homem, toda a alegria, empolgação, gratidão e dor da humanidade. Este, que deitado numa humilde manjedoura, trouxe esperança e consolo aos que, voluntariamente, o recebem de braços abertos.


Cada um de nós possui uma história, repleta de alegrias, mas também de sofrimentos. E quando chegam as festas de final de ano, a nossa tendência é recordar de maneira ainda mais intensa tudo aquilo que nos marcou de alguma forma ao longo do ano. A questão é que, independentemente de quão bom ou ruim foram os últimos doze meses, tudo aquilo que você viveu ajudou a preencher as páginas da sua história e te tornaram mais forte do que você era a um ano atrás.


Que neste Natal você possa olhar ao redor e agradecer por tudo e todos que já passaram pela sua vida! E lembrar que, amanhã, celebramos o nascimento daquele que, por amor, veio ao mundo nos dar esperança, mostrando que "[...]no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo." (João 16:33)


Feliz Natal a todos!


Com amor,

Isabelle Rafalski, A Louca do Natal ❤.

  • YouTube - Círculo Branco
  • Pinterest - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco

© 2020 A Louca do Natal. Todos os direitos reservados.